Twitter em português deve aumentar usuários no Brasil

Essa semana, o Twitter anunciou em seu blog a chegada oficial da língua portuguesa à terra do passarinho azul. Penso que, com o Twitter falando português, mais brasileiros devem se tornar adeptos da ferramenta. Podemos reconhecer essa atitude do Twitter como um reconhecimento da adoção da ferramenta por aqui, também. O Brasil já emplacou trending topics mundiais, como #calabocagalvão, além de ter alguns dos perfis mais populares no mundo do microblogging (já disse que odeio essa palavra?)

Falar a mesma língua deixa as pessoas mais à vontade

Em minha carreira, tive contato com vários profissionais estrangeiros, seja na área da comunicação ou em outras que atuei, todos essas pessoas se sentiam mais tranquilos com um interlocutor que as entendia. Apesar de uma recente pesquisa mostrar que o brasileiro ainda usa muito as redes sociais como e-mail, a comunicação via mídias sociais é sempre bem- vinda por aqui, a exemplo do Facebook que já ultrapassou o Orkut em tráfego.

Com o Twitter em português é possível que aconteça esse mesmo fenômeno. Mais confortáveis com língua, os brasileiros poderão se aproximar da ferramenta e passar a perceber o esforço cada vez mais frequente das empresas nessa mídia, fazendo do Twitter um canal de comunicação mais dinâmico e eficiente. Dizem que os brasileiros em geral não vão se acostumar à característica anacrônica da ferramenta, mas isso só o tempo dirá.

Tradução dos botões

Sobre a tradução em si, alguns pontos podem ser acertados, como ” trending topics”, que foi transformado em “tópicos da tendência”. Talvez, chamar de “tópicos ou temas do momento” fosse melhor. Outra tradução complicada é a de “timeline”. Não acho que “histórico” tenha sido a melhor escolha, mas vida que segue.

E você, acha que o Twitter em português vai melhorar a relação dos brasileiros com a ferramenta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>