Morphing – sites que se comunicam com todos

O que você acha de ter um site que fale bem com todos os seus visitantes, mostrando a eles o conteúdo que os interessa diretamente? Sensacional, não? Pois agora isso é possível através de uma técnica batizada de morphing. Meu amigo Nepô me enviou um artigo sobre o tema, publicado na revista HSM, de abril,  e depois de lê-lo percebi que o morphing se encaixa perfeitamente com a necessidade de diminuição do tempo de resposta às demandas que as empresas recebem diariamente.

Morphing é uma tecnologia de computação que permite que um mesmo site se adapte a diferentes estilos cognitivos. A ideia é promover uma metamorfose na internet, mudando a forma como se comunica com os internautas até hoje. Imagine um CRM sempre ativo, estudando os passos dos internautas em tempo real e que possibilite uma nova experiência cada vez que o visitante entra no site?

Segundo a HSM, até agora o morphing era aplicado a imagens e gráficos, mas a possibilidade de metamorfosear automaticamente também a estrutura geral de um site, de acordo com as preferências do usuário, promete ser um divisor de águas. Assim, um site preparado com a tecnologia morphing conseguirá aumentar a empatia e a confiança por meio de comunicação melhorada e mais individualizada, aumentando consideravelmente a capacidade de relacionamento e conversão.

O amigo Rodrigo Braga comentou em meu último post sobre o uso do CRM e percebo que, com o morphing, já estamos fazendo um CRM diferenciado, que ajuda a definir como os internautas percebem a usabilidade de um site, em tempo real.

O termo morphing tem estreita relação com o Motor de Inferência Bayesiana, um modelo probabilístico de redes de informação, que pode ajudar a antecipar os estilos cognitivos de cada usuário, ou seja, saber como cada visitante de uma site pensa e como ele percebe o conteúdo acessado. No grupo de estudos, temos discutido vários assuntos, situações onde poderíamos aplicar nosso modelo teórico sistêmico e fiquei pensando na possibilidade do uso do morphing na área educacional. Penso que poderíamos avaliar como pensa a chamada geração Y, que não parece estar mais disposta a enfrentar horas dentro de uma sala de aula para aprender, pois não tem a placa-mãe programada para aceitar o modelo pedagógico atual, como eu tive. A técnica do morphing pode ajudar a identificar que tipo de assunto interessa mais aos novos estudantes e assim traçar um plano educacional mais próprio para eles.

Acredito cada vez mais que somente com a participação do consumidor de conteúdo (seja produto ou serviço) é que iremos modelar o novo sistema econômico: o capitalismo colaborativo, a verdadeira web 2.0, possibilitando a redução da resposta à experiência de consumo é que se fará uma fidelização efetiva do consumidor.

4 ideias sobre “Morphing – sites que se comunicam com todos

  1. Camila Leporace

    É isso aí, Fabio, tb gostei muito do artigo e de saber dessa nova tecnologia, que supera o conceito de customização, tem tudo a ver com as novas necessidades dos consumidores e consequentemente tudo para dar certo. Muito bom o seu texto, tb. Resume bem o que é o morphing. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>