Arquivos da categoria: Ferramentas

Dia das mães – Update

Depois de falar aqui da ação da Claro para o Dia das Mães, vejo que o Twitter também entrou na onda.

Um vídeo sobre as mães que twittam já está rolando e mostra que o Twitter é melhor para elas. A ideia do site é que o risco de ver publicações embaraçosas das nossas genitoras é bem menor, pois só aqueles que as seguem recebem as mensagens. Faz sentido.

O bacana dessas ações é mostrar que as mídias sociais atingem cada vez mais pessoas é começam a promover um crossover de gerações.

As informações são do Blog do Twitter.

Claro aproveita oportunidade e cria manual de redes sociais para as mães

Para aqueles filhos que se assustam com os “likes”, comentários e retweets que as mães mais digitais costumam dar diariamente, a Claro teve uma ideia muito bacana e bem humorada: o Manual de Redes Sociais para Mães. Agora, as chances de aquelas fotos do seu tempo de criança serem postadas no seu mural do Facebook, pela sua mãe, serão bem menores.

A Claro dividiu o manual em três vídeos: o primeiro será dedicado ao Facebook. Os outros vão mostrar situações no Twitter e Orkut.

O vídeo sobre o Facebook é esse aí em cima. Os outros estarão no ar até o dia 5 de maio. Feliz Dia das Mães para a sua mamãe digital. A minha vai conhecer esse manual, com certeza.

As informações para esse post foram retiradas do Claro Blog

Mashable lança o Mashable Follow

Que o Mashable é um dos melhores sites de conteúdo sobre mídias sociais, tecnologia, mobile etc, não é novidade. A turma do Pete Cashmore manda bem, mesmo. Essa semana, fui convidado (na verdade, eu solicitei esse convite em fevereiro passado) para mais uma inovação do site: o Mashable Follow. E já tô gostando muito.

O que a galera do Mashable fez foi organizar seus conteúdos em categorias e oferecer aos leitores a oportunidade de escolher aqueles que mais gostam e compartilhar os posts que quiserem. Aí, você diz: pow, mas isso já existe! Sim, claro. Mas, eles melhoram a ideia, criando uma rede social dentro do próprio Mashable. O mais legal pra mim é que os leitores passam a ser tratados com curadores do site, o que valoriza muito a participação de quem acompanha o Mashable.

Além disso, as famosas badges também foram incorporadas à rede social. Quanto mais os participantes compartilharem e comentarem conteúdos, mais eles serão premiados pelo Mashable e, logicamente, mais irão divulgar o Follow. E como é uma rede social, os participantes podem também seguir uns aos outros e aumentar a volume de informações dentro do site.

Os leitores podem escolher os conteúdos por tópicos ou pelos autores regulares do site. Como o site está em versão beta ainda, eu escolhi tudo pra testar. O login pode ser feito pelo Facebook ou Twitter. Sim, os caras não querem que você tenha que memorizar mais uma senha. Obviamente, isso ajuda muito o compartilhamento via Facebook e quando você joga os conteúdos no Facebook, a logo do Mashable aparece lá também. Bacana.

Bom, eu tenho cinco convites para o Mashable Follow. Se você quiser um, pede aí nos comentários que eu mando.

O Orkut não é mais o meu cafezinho

Há quase dois anos, escrevi um post que falava sobre a minha falta de familiaridade com o Facebook, que na época estava começando a aparecer por aqui. Realmente, não conseguia me acostumar com o formato dele. Mas, como dizem: o hábito faz o monge. Hoje, não tenho vergonha em dizer que muito do escrevi naquele post não fez sentido. O Orkut não é mais meu cafezinho. Depois de observar as melhorias, avanços e trocar ideias com outros colegas, estou convencido que o  Orkut ficou pra trás. O poder integrador do Facebook deixou a rede do Google, tecnologicamente falando, comendo poeira.

Acho que isso também se deve ao fato de várias empresas estrangeiras e nacionais adotarem o Facebook, e à característica principal da rede para quem trabalha com comunicação: as páginas. Essa separação entre perfis para pessoas (exceto celebridades) e páginas para empresas foi determinante para que a rede do Zuckerberg fincasse o pé no gosto daqueles que pensam a comunicação corporativa digital. Ao Orkut, restou uma série de “novidades” que não passaram de cópias do Facebook, como o botão “Gostou” ou os a replicação dos jogos sociais. Lamentável e triste para uma rede que teve um papel fundamental na inclusão digital da maior parte da população brasileira.

O mundo digital é cheio de ciclos. Nele, permeia a forte característica da obsolescência programada. Tudo aquilo que está na crista da onda hoje, morre ou se transforma amanhã. No caso do Orkut, talvez tenha havido uma falta de empolgação do Google com uma rede social que, de fato, só emplacou no Brasil e na Índia. Tudo bem. São países do BRIC e poderiam ter na sua emergente força econômica a explicação para uma estratégia reativa e mantenedora dos mais de 70 milhões de usuários do Orkut, mas não sei se vale o esforço financeiro de salvar uma rede que não consegue mais penetração no resto dos países.

Tecnicamente, o Orkut ainda não está morto. Ainda é a maior rede social do país. Mas, será que ainda é movimentada e cheia de interações, como era há um tempo? Enquanto isso, o Facebook cresce e assusta a cada dia. Recentemente, ele espetou o Skype com o Socialeyes e o Foursquare com o Places. Isso sem falar no Deals.

Acho que toda empresa que quer conquistar o mundo e mais um território a sua escolha corre o risco de ser derrotada com uma simples pedrada. Vamos ver no que isso vai dar. Será que o Facebook vai nos propor o enigma da Esfinge: decifra-me ou devoro-te. #MEDO =) Senhores, façam suas apostas.

Twitter faz 5 anos e lança novo site

O Twitter completa hoje cinco anos. Para comemorar o quinto aniversário o serviço de Jack Dorsey e Biz Stone lançou um novo site – na verdade, uma página com um vídeo, mostrando celebridades que tuítam, como o magnata da Virgin Richard Brason, o rapper Snoop Dogg, a Secretária de Estado, Hillary Clinton, a apresentadora Martha Stewart, entre outros. No vídeo, os famosos falam como e porque usam o site do passarinho azul.

Fazia algum tempo que não escrevia sobre o Twitter. Como heavy user e estudioso dessa mídia social, fico contente em ver seus progressos, assim como o crescente números de empresas que buscam se relacionar com seus públicos-alvo através dela.

As novidades continuam no Twitter. A nova interface e os tweets promocionais começam a dar uma nova cara ao serviço. E você, para que usa o Twitter? Comenta aí!