Camiseteria e a polêmica da troca dos cupons

Participo de um grupo de discussões no Facebook chamado Entusiastas da Social Media e ontem fui surpreendido com o post da Renata Chelli Arcoverde, do blog Biscoitices. No post, Renata contou sobre uma promoção feita em seu blog, que deu às vencedoras cupons de desconto para o site Threadless, a versão americana do nosso Camiseteria.

Depois de a promoção ter se encerrado, o perfil do SAC do Camiseteria fez a proposta que causou toda a polêmica no grupo do Facebook: trocar os cupons de desconto da Threadless, de US$ 25,00 cada, das ganhadoras, por vale-compras do Camiseteria, no valor de R$ 80,00.

As opiniões no grupo foram bem distintas. Uns aprovaram a atitude do Camiseteria, outros não gostaram. A pergunta que ficou é: será que ações mais agressivas de marketing, como essa, agradam ao público brasileiro?

Na minha opinião, a ação do Camiseteria não foi bacana. Mas, acho que a empresa tem o direito de tentar esse tipo de abordagem. Só que poderia ter se pensado em uma forma de mostrar mais valor ao blog Biscoitices e às ganhadoras. Oferecendo os seus cupons, sem ter partipado da promoção do Biscoitices, o Camiseteria reduziu a importância do prêmio oferecido pela Renata, no seu blog. Nesse caso, o blog é a mídia a ser valorizada. Se fosse feito de outra forma, às vencedoras da promoção teriam uma chance de conhecer o Camiseteria – que é bacana, eu curto pra caramba, sem a necessidade de comparar tão explicitamente o produto do Camiseteria com a concorrência. Quem sabe algo como, “parabéns, pela promoção do Biscoitices. Queríamos que você (ganhadora) conhecesse o nosso produto também e gostaríamos de te enviar um cupon de….”, não deixaria de validar a promoção do Biscoitices e, talvez, encantasse mais quem ganhou a promoção.

A conversa chegou a um ponto tal que o Fabio Seixas, criador do Camiseteria, resolveu participar, fato que eu e vários outros achamos muito louvável. Isso prova que o Camiseteria ouve opiniões de quem se interessa e curte seus produtos. Kudos!

Acho que há muitas possibilidades de ações de marketing. Mas penso que, assim como deve haver uma adequação de conteúdo às várias redes sociais, deve haver adequações à cultura de cada país e medir o nível de agressividade de cada ação.

O Camiseteria tem todo o direito de tentar e o público tem todo direito de opinar. De qualquer forma, achei DUCA o Fabio Seixas ter ido ao grupo – cerne da discussão -, se exposto e ouvido a galera. Isso é o bacana em midias sociais. Isso é co-criação.

E você, o que acha dessa abordagem de marketing? Mesmo, que não participe do grupo, deixe a sua opinião por aqui.

2 ideias sobre “Camiseteria e a polêmica da troca dos cupons

  1. Ronaldo (RL-EstudiOKÊ!)

    Eu uso, nas divulgações do karaokê que faço aqui no Rio de Janeiro, uma estratégia forte e agressiva. Costumo dizer que faço o tipo Emissoras de TV. :)
    Algumas pessoas comentam que eu falar que sou o melhor da cidade é errado, que eu dizer que os produtos concorrentes tem muitas deficiências perante ao meu é errado, mas eu ainda insisto nisto.
    Claro que as pessoas envolvidas emocionalmente com os concorrentes que eu cito ficam quase indignadas, ao ponto de criarem perfil e comunidade no Orkut atacando minha pessoa, isto logo depois de eu fazer uma pesquisa no Google e postar a quantidade de resultados de busca por nome e dizer que me sinto honrado em estar no segundo lugar. Evidente que os que ficaram em colocação mais baixa, com diferença numérica expressiva chegaram a se manifestar, irritados!
    Um professor de eletrônica, me disse lá no início dos anos 80 uma frase que nunca esqueci:
    “A Pata põe ovos maiores que o da Galinha, mas não cacareja. Por isso não dá IBOPE”.
    Então eu cacarejo, e bem alto.
    Ronaldo.

  2. Fábio Carvalho Autor do post

    É claro que é bom falar sobre o que se faz bem, além de ser algo necessário para qualquer negócio. Como eu disse no post, o erro na questão da promoção foi minimizar o papel do blog original. Qto ao resto, se vc tem uma marca com trabalho de qualidade e garante uma boa entrega, tem mais é que gritar alto pra todo mundo ouvir.
    Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>