8 erros de Marketing que você pode estar cometendo

Leio muitos blogs gringos sobre Marketing sempre na esperança de descobrir uma novidade que possa trazer benefícios ao mercado brasileiro e a mim como profissional de marketing. Percebo que o Brasil não está devendo nada aos profissionais lá de fora. Cada vez mais o mercado recebe bons profissionais, inovadores e que desejam fazer acontecer.

Embora esse cenário seja muito positivo, especialmente falando em mídias digitais, as chances de se cometer erros de gestão aumentam consideravelmente. Após ler mais um artigo sobre erros em marketing, fiz uma compilação dos oito erros mais prováveis das empresas atualmente. Veja o que você pode fazer para evitá-los.

1. Perder o timing

Antes de lançar uma campanha de marketing grande, dê uma olhada no calendário de suas iniciativas. Deve procurar fazer com que elas coincidam com os eventos da empresa, tais como o lançamento de um novo produto ou uma participação em eventos etc. Se você ignorar o calendário de suas campanhas de marketing, vai acabar perdendo oportunidades importantes – e isso é um erro enorme.

Obviamente, é importante não esquecer que o lançamento de um novo produto é uma grande de geração de buzz e exposição. Muitas vezes, unir táticas offline com as online pode ser de grande ajuda para aumentar a divulgação de novos produtos ou serviços. Hashtags para eventos de lançamento no Twitter e o uso do Fousquare para checkins promocionais são alguns exemplos úteis.

2. Não mensurar resultados

Muitas empresas gastam milhares de dólares em ações de marketing, sem parar para pensar no que estão recebendo em troca. Trabalhar sem monitoramento, sem visão clara do resultado final, é um grande erro.

Antes de desembolsar seu rico dinheirinho para ações de marketing, verifique se você tem uma percepção sobre o que está recebendo em troca. Tente mensurar suas ações de alguma forma. Mas, trabalhe com algo que possa gerenciar.

3. Ter um site que mais parece um anúncio

Toda empresa quer se destacar em relação à concorrência. Então é importante planejar um site pensando nos clientes. Afinal, são eles que vão usar o site realmente.
Saiba trabalhar conteúdos relevantes de forma que os seus stakeholders não pensem em deixar o seu site antes do primeiro clique. Traga algo que os surpreenda. Algo que os façam pensar “mas, poxa, eu não sabia que essa empresa fazia isso!”.

Seu site é uma ferramenta de marketing fantástica para a sua empresa. Por isso não deixe de incluir conteúdos que seus clientes potenciais e atuais acharão úteis. Não trabalhe somente a venda. Trabalhe a experiência do cliente. Não fale só de você ou da sua empresa. De gente que só fala de si mesma o mundo tá cheio.

4. Ignorar clientes Atuais

Embora seja importante para conquistar novos clientes, nunca se esqueça daqueles que já estão com você. Fidelize-os cada vez mais. Surpreenda-os. Encante-os. Ganhar novos clientes é bom, mas é também mais caro. O ideal é fidelizar a base atual e transformá-los em hubs sociais, que poderão trazer novos clientes. Não se esqueça também de promover o networking tendo os seus funcionários como parceiros na conquista de novos clientes.

5. Trabalhar sem objetivos claros

Qualquer negócio de sucesso deve ter um plano estratégico claro e objetivos alcançaveis,, Sem um objetivo claro não há sucesso.

É importante fazer um plano a cada ano, contendo os objetivos definidos para o negócio. Assim, será muito mais fácil de evitar erros e mitigar possíveis riscos. Em meu trabalho, muitas vezes, recebo um briefing que não define um objetivo claro. Como planejar uma estrada que não sei onde vai dar? Quais são os obstáculos a transpor se eu nem sei onde são as curvas no caminho?

6. Impedir a criação

Penso que uma empresa deve ser uma fonte interminável de criação. Isso deve ser disseminado para os funcionários para que eles também tenham essa iniciativa criadora. Mas,aí alguém diz: “na minha empresa, o trabalho é muito burocrático, como posso mudar as coisas?”. A ideia é criar algo útil, que torne o trabalho mais prazeroso e dinâmico. Quem fica parado é água de poço. Não estou falando de reinventar a roda, mas de ser criativo. Isso pode acontecer em níveis variados e mesmo assim gerar resultados incríveis.

7. Querer tudo ao mesmo tempo agora

É tentador estar na vanguarda de tudo. Mas, será que isso significa agir com eficiência e atender bem o cliente?

Procure, sim, mostrar que você pensa em novidades (vide item 6), mas não tente abraçar o mundo com apenas dois braços. Diversificar as ações é importante para atingir público distintos em ambientes variados, mas que precisa de uma página no Foursquare se ainda tem como público-alvo as classes C e D? Agora, se você é dono de restaurante, entre agora no Foursquare. Conheça o que seus clientes pensam sobre o seu negócio. Interaja e se relacione com eles. Se você trabalhar com B2B, talvez o Linkedin gere mais resultados do que o Facebook. Um evento com os influenciadores do seu mercado pode trazer mais resultados que um perfil no Twitter somente.

8. Falta de relacionamento com o cliente

Serviço pra mim deveria ser um dos primeiros pensamentos em qualquer plano de marketing. Servir bem um cliente e garantir que ele pensará em voltar ou comprar o seu produto.

A falta de relacionamento com o cliente em tempos de marketing digital coloca a sua empresa na idade da pedra. Portanto, não esconda o telefone, e-mail, e o endereço da sua empresa no site. Coloque essa informação na primeira página. Muitas vezes, tudo o que o cliente quer e falar com a empresa. E isso pode significar muito pra você.

Trabalhe as redes sociais da sua empresa em seu site, também. Isso evita riscos de o seu cliente seguir perfis não oficiais. Se tiver um blog, responda os comentários mais relevantes. Mostre que você se interessa por quem se interessa por você.

Sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>